Teses académicas

Teses de Doutoramento

2013 – Ana Teresa Clímaco Leitão, A Igreja Católica e os partidos democratas-cristãos em contexto de transição para a democracia: os casos de Portugal e Espanha (1974-1982). Tese de Doutoramento em Ciência Política e Relações Internacionais: segurança e defesa, especialidade em Ciência Política, Universidade Católica Portuguesa.

2013 – Francisco Bairrão Ruivo, Spinolismo: viragem política e movimento sociais. Tese de Doutoramento em História Contemporânea, FCSH-UNL.

2012 – Ivo Veiga, The role of coalitions in the Portuguese and Spanish transition to democracy 1974-78. Tese de Doutoramento em Ciência Política, London, University College.

2011 – Ricardo Noronha, A nacionalização da banca no contexto do processo revolucionário português (1974-75). Tese de Doutoramento em História Económica e Social Contemporânea, FCSH-UNL.

2011 – David Castaño, Mário Soares e a transição democrática (1974-1976). Tese de Doutoramento em História Moderna e Contemporânea, ISCTE- IUL.

2011 – Ana Mónica Fonseca, É preciso regar os cravos – a social-democracia alemã e a transição para a Democracia em Portugal (1974-1976). Tese de Doutoramento em História Moderna e Contemporânea, ISCTE- IUL.

2010 – Raquel Varela, História Política do PCP na Revolução (1974-1975). Tese de Doutoramento em História Moderna e Contemporânea, ISCTE-IUL.

2008 – Cândida Borges Lemos, A imprensa e as constituintes. A Imprensa como fenómeno cultural, ideológico e histórico, nas assembleias constituintes, de 1975/76 e 1987/88, em perspectiva comparada. Tese de Doutoramento em História, FLUP.

2008 – Tiago Moreira de Sá, Os Estados Unidos da América e a democracia Portuguesa. As relações luso-americanas na transição para a democracia em Portugal (1974-1976). Tese de Doutoramento em História Moderna e Contemporânea, ISCTE-IUL.

2008 – Sónia Vespeira de Almeida, A ruralidade no processo de transição para a democracia em Portugal: campanhas de dinamização cultural e acção cívica do Movimento das Forças Armadas (1974-1975). Tese de Doutoramento em Antropologia do Simbólico e da Cultura, ISCTE-IUL.

2007 – Rui Meireles dos Anjos Alpalhão, O toque da mão visível. Nacionalizações, indemnizações e privatizações em Portugal, 1975-2003. Tese de Doutoramento em Gestão, ISCTE-IUL.

2007 – Pedro Ramos Pinto, Urban Protest and Grassroots Organisations in Lisbon, 1974-1976. Tese de Doutoramento em História, Universidade de Cambridge.

2004 – Maria Antónia de Figueira Pires de Almeida, A reforma agrária em Avis. Elites e mudanças num concelho Alentejano (1974-1977). Tese de Doutoramento em História Social Contemporânea, ISCTE-IUL.

2004 – Fernando Humberto Santos Serra, Concepções educacionais em tempos revolucionários: uma abordagem histórico-sociológica do Ensino Primário e da formação de professores no pós-25 de Abril de 1974. Tese de Doutoramento em Sociologia da Educação, Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

2004 – Maria Inácia Rezola, O Conselho da Revolução e a transição para a democracia em Portugal (1974-1976). Tese de Doutoramento em História Institucional e Política Contemporânea, FCSH-UNL.

2002 – José Gonçalves Grosso de Oliveira, Empresários e trabalhadores em Portugal no período pós-25 de Abril de 1974: níveis e orientações de acção dos actores sociais. Tese de Doutoramento em Sociologia, FCSH-UNL.

2002 – José António Oliveira Bandeirinha, O Processo SAAL e a arquitectura no 25 de Abril de 1974. Tese de Doutoramento em Arquitectura, Faculdade de Arquitectura da Universidade de Coimbra.

2002 – Eduardo José Marcos Camilo, O cartaz partidário em Portugal no período revolucionário (1974-1975). Tese de Doutoramento em Ciências da Comunicação, Universidade da Beira Interior.

2001 – Maria de São José Corte-real, Cultural policy and musical expression in Lisbon in the transition from dictatorhip to democracy (1960-1980). Tese de Doutoramento em Ciências Musicais, Columbia University, equivalência UNL.

2001 – Isabel Babo Lança, La configuration des événements publis. L’affaire República et les manifestations aux Açores (Portugal, 1975). Tese de Doutoramento em Sociologia, École des Hautes Études en Sciences Sociales, equivalência FCSH-UNL.

2000 – Luísa Tiago de Oliveira, O serviço cívico estudantil (1974-1977) – estudantes e povo numa conjuntura revolucionária. Tese de Doutoramento em História Contemporânea, ISCTE-IUL.

1997 – Rafael Durán Muñoz, Acciones colectivas y transiciones a la democracia: España y Portugal, 1974-1977. Tese de Doutoramento em Ciência Política, Instituto Juan March de Estudios e Investigaciones, Universidad Autónoma de Madrid.

1994 – José Manuel Viegas, Elites e cultura política – nacionalizações e privatizações no processo político português. Tese de Doutoramento em Sociologia, ISCTE-IUL.

1992 – Maria Madalena Guibentif Matos, La democratie au Portugal: analyse du debat politique entre 1974 e 1976. Tese de Doutoramento em Ciências Económicas e Sociais, Faculté des Sciences Économiques et Sociales de l’Université de Genéve, equivalência ISCTE-IUL.

1991 – José Medeiros Ferreira, O comportamento político dos militares – forças armadas e regimes políticos em Portugal no século XX. Tese de Doutoramento em História, FCSH-UNL.

1989 – Francisco António Lucas Pires, Teoria da Constituição de 1976 – a transição dualista. Tese de Doutoramento em Direito, Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.

1988 – José Manuel Paquete de Oliveira, Formas de censura oculta na imprensa escrita em Portugal no pós-25 de Abril (1974-1987). Tese de Doutoramento em Sociologia, ISCTE-IUL.

1988 – Josep Sánchez Cervelló, El Proceso de democratización portugués y su influencia en la península (1961-1976). Tese de Doutoramento em História, Universidad de Barcelona.

1986 – Juan Pedro Mozzicafreddo, État, mouvements et luttes sociales – processus politique portugais (1974-1976). Tese de Doutoramento em Sociologia Política, Etat Université de Montpellier, equivalência Universidade Técnica de Lisboa.

1986 – António Barreto, L’État de la societe civile au Portugal: revolution et reforme agraire en Alentejo (1974-1976). Tese de Doutoramento em Sociologia, Faculdade de Ciências Económicas e Sociais da Universidade de Genéve, equivalência ISCTE-IUL.

1984 – José M. Carvalho Ferreira, La problematique de la transition vers le socialisme dans l’histoire: le cas du Portugal (du 25 de Avril au 25 de Novembre 1975). Tese de Doutoramento em Economia, Universidade de Paris X Nanterre, equivalência Universidade Técnica de Lisboa.

1983 – Stephen Ronald Stoer, The April revolution and the contribution of eduaction to changing portuguese realities. Tese de Doutoramento em Sociologia da Educação, Open University, UK, equivalência Universidade do Minho.

1978 – Jorge Manuel Loureiro Miranda, A Constituição de 1976: formação, estrutura, princípios fundamentais. Tese de Doutoramento em Direito, Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Teses de Mestrado

2013 – Sara Augusta Rufo Ribeiro,
O Caso República no contexto político-militar de 1975. Tese de Mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação, ISCTE-IUL.

2012 – Filipe Guimarães da Silva, “A Nacionalização que se deseja”. Notas para uma breve História da indústria cervejeira nacional: do Estado Novo às nacionalizações revolucionárias. Tese de Mestrado em História Contemporânea, FCSH-UNL.

2011 – Pedro Marques Gomes, Imprensa e Revolução: Os Saneamentos Políticos no Diário de Notícias no «Verão Quente» de 1975. Tese de Mestrado em Jornalismo, ESCS-IPL.

2010 – Cláudia Diogo, A reforma agrária em Idanha-a-Nova. Tese de Mestrado em Museologia: Conteúdos Expositivos, ISCTE-IUL.

2010 – Rui Camacho Duarte, Os militares portugueses na Guiné-Bissau: da contestação à descolonização. Tese de Mestrado em História Moderna e Contemporânea, Relações Internacionais, ISCTE-IUL.

2009 – Aurora Almada e Santos, O Comité de Descolonização da Organização das Nações Unidas e os Movimentos de Libertação das Colónias Portuguesas: 1961-1976. Tese de Mestrado em História Contemporânea. FCSH-UNL.

2009 – Luciana Soutelo, A memória do 25 de Abril nos anos do cavaquismo: o desenvolvimento do revisionismo histórico através da imprensa (1985-1995). Tese de Mestrado em História Contemporânea, FLUP.

2009 – Luís Pedro Melo de Carvalho, O Movimento dos Capitães, o MFA e o 25 de Abril: do marcelismo à queda do Estado Novo, Tese de Mestrado em Ciência Política: Cidadania e Governação, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia.

2008 – Ivo Veiga, O Boletim do MFA e o Processo Revolucionário em Curso (Setembro-Agosto de 1975), Tese de Mestrado em História de Portugal do Século XX, FCSH-UNL.

2008 – Madalena Soares dos Reis, A programação televisiva revolucionária. RTP 1974-1975. Tese de Mestrado em História de Portugal do Século XX, FCSH-UNL.

2008 – Miguel Pérez Suárez, Contra a Exploração Capitalista – Comissões de Trabalhadores e Luta Operária na Revolução Portuguesa (1974-1975), Tese de Mestrado em História dos Séculos XIX e XX, FCSH-UNL.

2008 – Pedro Serra, Os saneamentos políticos no ensino (1974-76). Tese de Mestrado em História dos Séculos XIX e XX, FCSH-UNL.

2008 – Thiago Carvalho, Do lirismo ao pragmatismo. A dimensão multilateral das relações luso-brasileiras (1974-1976). Tese de Mestrado em História Moderna e Contemporânea, ISCTE-IUL.

2007 – Filipa Raimundo, The double face of heroes: transitional justice towards the political police (PIDE/DGS) in Portugal s democratization, 1974-1976. Tese de Mestrado em Política Comparativa, ICS-UL.

2007 – Marco Gomes, Comunicação Política na Revolução de Abril (1974-1976). Tese de Mestrado em História das Ideologias e Utopias Contemporâneas. FLUC.

2006 – João Ricardo Vasconcelos, Autonomia Açoriana: Partidos Políticos na Transição para a democracia. Tese de Mestrado em Ciência Política, ISCTE-IUL.

2006 – Margarida Santos, O Grafismo dos Cartazes Político-Partidários em Portugal 1969-1980. Tese de Mestrado em Design, FA-UTL.

2006 – Maria Figueiredo, 25 de Abril na Literatura para crianças e jovens, Tese de Mestrado em Estudos Portugueses Interdisciplinares, Universidade Aberta.

2006 – Pedro Santos, A intervenção da imagem. Encanto e desencanto dos documentaristas da Revolução de Abril (1974-1980), Tese de Mestrado em Cultura e Comunicação, FLUP.

2006 – Ricardo Miguel Gomes, A Imprensa Diária Portuense no período revolucionário (1974-1975). Tese de Mestrado em História, FLUP.

2005 – João Figueira, Os jornais como actores políticos – o Diário de Notícias, Expresso e Jornal Novo no Verão Quente de 1975. Tese de Mestrado em Comunicação e Jornalismo, FLUC.

2005 – José António Costa Ferreira, O poder local e regional na Assembleia Constituinte 1975/76: as regiões administrativas. Tese de Mestrado em História Contemporânea, FLUP.

2003 – Paula Borges Santos, A Igreja Católica e o 25 de Abril: o «Caso Rádio Renascença» 1974-1975. Tese de Mestrado em História Contemporânea, FCSH-UNL.

2002 – Marco Lisi, Um partido revolucionário na transição para a democracia: o PCP entre 1974 e 1976. Tese de Mestrado em Ciências Políticas, ISCTE-IUL.

2001 – Diego Palacios Cerezales. Crisis de Estado y Acciones Colectivas en la Revolución Portuguesa, 1974-1975. Tese de Mestrado em Ciências Sociais, ICS-UL.

2001 – Tiago Moreira de Sá, Os Estados Unidos da América e o processo de transição para a democracia em Portugal. Tese de Mestrado em Relações Internacionais, Universidade Lusíada.

2000 – Constantino Piçarra, As ocupações de terras no distrito de Beja no pós-25 de Abril de 1974. Tese de Mestrado em História dos Sécs. XIX e XX, FCSH-UNL.

1999 – Pedro Diniz de Sousa, Voz do Povo: a dramatização do discurso num jornal Revolucionário. Tese de Mestrado em Sociologia, FCSH-UNL.

1997 – Maria Manuela Silveira Rodrigues, O Movimento de moradores no Porto (1974/1976). Tese de Mestrado em História Contemporânea, FLUP.